19/08/2019 às 14h36min - Atualizada em 19/08/2019 às 16h12min

Com Selic em queda, fundos de ações se tornam alternativa para retornos mais atrativos

Modalidade tem opções com diversas estratégias e traz risco menor que a compra direta de papéis de empresas; a expectativa é que os juros no país tenham novo corte até o final de 2019

DINO
https://www.sunoresearch.com.br/

Na última reunião do Copom, o Banco Central cortou a taxa Selic para 6% e a expectativa é que até o final de 2019 o número chegue a 5,5%. Com esse movimento de queda nos juros, um efeito que se observa é que as aplicações em renda fixa são cada vez menos atrativas do ponto de vista de rendimentos. Dessa forma, as opções de renda variável são uma melhor alternativa para quem busca resultados mais significativos. Quem tem receio dos riscos que envolvem a compra direta de ações tem como saída para garantir rentabilidade o investimento em fundos de ações.

Só para se ter uma ideia, enquanto uma aplicação que acompanha a taxa Selic renderia 6% ao ano, a carteira teórica do  Ibovespa já subiu 28,16% no ano até o dia 1º de agosto. Há fundos de ações que chegaram a superar essa rentabilidade, mostrando-se uma ótima opção em renda variável. 

Há inúmeras alternativas nesses segmento, com diferentes estratégias e cotas. Entre as que vêm se destacando no último ano estão: Alaska Black BDR Nível 1, Az Quest Small Mid Caps e Cshg Verde AM Dividendos.

A vantagem de aplicação no Alaska é que a gestora permite aportes a partir de R$1 mil, um diferencial considerável em comparação a outros fundos que têm cotas maiores. Outro ponto positivo é que o Alaska Black é um fundo de ações estrangeiras, permitindo ao investidor aproveitar oportunidades em mercados internacionais, ampliando a diversificação geográfica dos investimentos. Nos últimos 12 meses, a aplicação atingiu 41,31% de rendimento.

O Cshg Verde AM Dividendos é da famosa gestora Verde, que possui fundos voltados para ações e também multimercados. A aplicação, voltada para companhias com potencial de pagamento de dividendos, rendeu 35,96% no último ano. O único porém é que o fundo é restrito para investidores qualificados, ou seja, para profissionais, pessoas com investimentos a partir de R$1 milhão ou que possuam autorizações específicas da Comissão de Valores Imobiliários (CVM).

Outras opções entre fundos populares são os da gestora Az Quest. O diferencial está na grande possibilidade de estratégias, que incluem investimento em empresa de média e baixa de capitalização. Só o Az Quest Small Mid Caps, rendeu 43,04% no acumulado do último ano.

Apesar de ser uma ótima alternativa, é importante conhecer bem o fundo de ações antes de aplicar seus investimentos, analisando seus gestores, histórico e especificidades. A Suno Research, casa de análise financeira voltada para investidores individuais, possui uma ferramenta gratuita para comparativo de fundos de investimentos. Com o Suno Fundos o investidor consegue comparar rentabilidades e ter acesso aos dados de mais de 30.000 fundos entre renda fixa, multimercado e de ações. 



Website: https://www.sunoresearch.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você se sente incomodado por ligações de telemarketing?

50.0%
24.3%
22.8%
2.9%